• Localização

    Av. Marginal João Olézio Marques, nº 3563
    Centro Empresarial Zanini | Sertãozinho

  • Contato

    orcamento@diagnerg.com.br
    (16) 3945-1223

Gestão de Riscos em Áreas Classificadas

O ESTUDO DE CLASSIFICAÇÃO DE ÁREAS COMO FERRAMENTA DE GESTÃO DO RISCO EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE
Por Ricardo Carvalho


Este artigo visa direcionar os profissionais responsáveis pela gestão da segurança das instalações elétricas, gerentes de manutenção, engenheiros e técnicos de segurança do trabalho, responsável técnico pelas instalações elétricas, entre outros, sobre a necessidade do conhecimento das áreas com potencial de risco de explosão.
Esta condição é fundamental para a correta adoção das medidas de controle necessárias para a segurança das pessoas que interagem nestas instalações.

A NECESSIDADE DO ESTUDO DE CLASSIFICAÇÃO DE ÁREAS

Do ponto de vista técnico, legal e acima de tudo visando o aspecto da segurança, o estudo de classificação de áreas é uma medida de controle indispensável, de acordo com o item 10.4.2 da NR 10 “Nos trabalhos e nas atividades referidas devem ser adotadas medidas preventivas destinadas ao controle dos riscos adicionais, especialmente quanto a ...explosividade...”. O conhecimento destas áreas é necessário, não apenas para a correta especificação dos equipamentos e demais dispositivos elétricos, mas, principalmente para definir as medidas de controle necessárias para à preservação do meio ambiente, saúde, segurança e integridade física dos colaboradores que atuam em áreas com risco de explosões pela presença de gases ou vapores inflamáveis ou névoas perigosas e atmosferas explosivas de poeiras e camadas de poeiras combustíveis.

O estudo deve ser elaborado de acordo com os parâmetros estabelecidos na NBR IEC 60079-0, NBR IEC 60079-10-1 e NBR IEC 60079-10-2.
O objetivo do estudo consiste, através de uma análise detalhada, identificar as áreas com substâncias combustíveis, devido as condições de armazenamento, manipulação, operação e processamento. Através do conhecimento destas áreas é possível avaliar o potencial de risco de explosão das substâncias combustíveis presentes no ambiente das instalações, identificar, graduar e delimitar as áreas com probabilidade de formação ou presença de atmosferas explosivas além fornecer parâmetro para a correta seleção e instalação dos equipamentos elétricos.

“É importante não incorrermos ao erro, de afirmar que uma área é ou não
classificada, a condição de classificação ou desclassificação de uma área deve
ser obrigatoriamente documentada e com recolhimento de anotação de
responsabilidade técnica - ART”.

Vale destacar, conforme o texto constante no item 10.2.4 alínea (f) da NR 10, a necessidade de manter no Prontuário das Instalações Elétricas – PIE “as certificações (documentação) dos equipamentos e materiais elétricos em áreas classificadas”. Subentende-se, que não é possível ter o controle destes equipamentos sem o conhecimento e identificação das áreas com riscos de explosão, realizado por intermédio de um trabalho de classificação de áreas. Ou seja, o controle dos equipamentos e materiais elétricos em áreas classificadas, depende do
conhecimento prévio destas áreas, e não, o contrário. É comum encontrarmos na indústria, em diversos seguimentos fabris, a utilização de equipamentos adequados para áreas com risco de explosão, no entanto, sem o conhecimento da extensão das zonas de risco, esta condição inviabiliza a adoção de outras medidas de proteção para controle dos riscos residuais.

Temos ainda a seção 9 da NR 10 que preconiza a necessidade de adoção de medidas de proteção contra incêndio e explosão. Nesta seção, a norma aborda a necessidade da avaliação da
conformidade dos materiais, peças, dispositivos, equipamentos e sistemas destinados à aplicação em instalações elétricas de ambientes com atmosferas potencialmente explosivas, bem como, em alguns casos a adoção de dispositivos de proteção, como alarme e seccionamento automático para prevenir sobretensões, sobrecorrentes, falhas de isolamento, aquecimentos ou outras condições anormais de operação. Esta condição somete será alcançada através da realização de inspeções conforme destacado na NBR IEC 60079-17 itens 4.3 e 4.4, (abordaremos este assunto em outro artigo)

DOCUMENTAÇÃO DO ESTUDO DE CLASSIFICAÇÃO DE AREAS:

De acordo com o item 4.2 da NBR IEC 60079-14 a documentação do estudo de classificação de áreas deve ser mantida em um prontuário das instalações e deve conter no mínimo:

° Relatório de classificação ou desclassificação;
° As plantas e cortes da classificação de áreas;
° Os projetos de instalações elétricas em áreas classificadas;
° Lista de equipamentos elétricos instalados em áreas classificadas;
° Relatório com controle das inspeção e manutenção dos equipamentos e instalações elétricas em Áreas Classificadas;
° Certificado dos treinamentos dos profissionais autorizados (manutentores) e demais profissionais responsáveis pela manutenção das instalações conforme NBR IEC 60079-17 itens 4.2, 4.5.6;
Nota: Esta documentação deve ser mantida a disposição dos profissionaisautorizados, bem como, á auditores internos ou externos.

AS PRINCIPAIS MEDIDAS DE CONTROLE QUE DEVEM SER ADOTADASNESTAS ÁREAS SÃO AS SEGUINTES:

Controle da Atmosfera explosiva
° Controle da Ignição
° Controle de Danos
° Sinalização das áreas classificadas com advertência do risco presente no ambiente;
° Seleção dos tipos de proteção, EPL e especificações técnicas de equipamentos elétricos;
° A correta instalação dos equipamentos instalados nas áreas classificadas com nível de proteção EPL adequado para cada aplicação em função ao zoneamento e de acordo como os parâmetros adotados em projeto;
° Informar (formalmente) os colaboradores que atuam em áreas classificadas e treinálos para exercício das atividades nessas áreas;
° Treinamento de todo os profissionais autorizados. O treinamento deve levar em consideração os tipos e níveis de proteção adotados e deve ser realizado conforme o item 4.5.6 da NBR IEC 60079-17;
° Elaboração de programa de controle de reparo, revisão e recuperação de equipamentos instalados nas zonas de risco, este controle deve ser realizado conforme recomendações da NBR IEC 60079-17 e NBR IEC 60079-19.

Outras recomendações poderão ser apresentadas em função das particularidades de cada zoneamento (área).

O estudo de classificação de áreas dever ser elaborado por profissional legalmente habilitado com proficiência comprovada no assunto e com recolhimento de Anotação de responsabilidade técnica – ART, além de incluir toda a documentação gerada no PIE.

CONCLUSÃO:

O estudo de classificação de áreas é imprescindível para a manutenção das condições de segurança de uma empresa, pois está relacionado intrinsecamente com a proteção e preservação da vida das pessoas que ocupam estas áreas. Visto que, uma falha em um equipamento, ou ainda, um centelhamento provocado por uma descarga atmosférica pode causar uma explosão, resultando em ferimentos graves ou uma fatalidade. Atenção especial deve ser dada ao projeto, instalação e manutenção do Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas – SPDA, instalados em estrutura com risco de explosão. A condição de zonas de risco (zonas 0, 1, e 2 ou zonas 20,21 e 22) deve ser considerada no gerenciamento de risco do PDA.

Deste modo, pode-se adotar as medidas de proteção adequadas para prevenção de pontos quentes, centelhamentos perigosos entre outras medidas de proteção para estruturas com estas características. Certamente poderíamos discorrer mais amplamente sobre o assunto, no entanto, não é objeto deste artigo esgotar a temática, visto que, entendo ser esta, a função de uma equipe multidisciplinar. A intenção é lançar luz sobre a necessidade de dedicar maior atenção a gestão dos riscos em áreas classificadas e conscientizar os profissionais envolvidos na gestão da segurança das instalações elétricas sobre a importância do controle dos riscos nestas áreas.

Referências bibliográficas
° NR 10 – segurança em instalações e serviços em eletricidade
° NR 20 - Segurança e saúde no trabalho com inflamáveis e combustíveis
° NBR IEC 60079-0 - atmosferas explosivas - parte 0: Equipamentos — requisitos gerais
° NBR IEC 60079-10-1 - atmosferas explosivas - parte10- 1: Classificação de áreas - atmosferas explosivas de gás
° NBR IEC 60079-10-2 - Atmosferas explosivas - parte 10-2: Classificação de áreas — atmosferas de poeiras explosivas
° NBR IEC 60079-14 - Atmosferas explosivas - parte 14: Projeto, seleção e montagem de instalações elétricas
° NBR IEC 60079-17 - Atmosferas explosivas - parte 17: Inspeção e manutenção de instalações elétricas
° NBR IEC 60079-19 - Atmosferas explosivas - parte 19: reparo, revisão e recuperação de equipamentos

Ricardo Carvalho
Supervisor Técnico na Diagnerg -
Soluções em Normatização Elétrica
www.diagnerg.com.br

Solicite um orçamento

Preencha os campos abaixo ou entre em contato conosco através do e-mail orcamento@diagnerg.com.br ou pelo telefone 16 3945-1223

Digite o que você procura